MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA: CAMINHOS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Palavras-chave: Educação. Manifesto dos Pioneiros. Políticas Públicas

Resumo

Este artigo trata uma breve trajetória dos principais marcos da educação, desde o descobrimento do Brasil até os tempos atuais. Objetivou-se analisar as políticas públicas pós Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, considerando os avanços educacionais motivados na estrutura e princípios desse documento. Especificamente, conhecer o processo histórico educacional brasileiro, identificar a constituição da escola única. Esse estudo se justifica, considerando o referido Manifesto ser um dos principais acontecimentos para a educação nacional que continua a legitimar muitos dos desejos educacionais na federação brasileira. Como método utilizou-se de pesquisa bibliográfica e documental. Na coleta de dados realizou-se um levantamento de dados rebuscando-se o passado e revistando o presente. Procedeu-se dos aspectos históricos, confrontos aos dados estatísticos. Nos resultados analisados, verificou-se  que esse documento subscrito por vinte e seis (n=26) intelectuais, líderes da sociedade civil, escritores, radialistas e professores muitos aspectos importantes foram acrescentados, como: a responsabilidade do Estado pela escola brasileira, a laicidade, a gratuidade e a obrigatoriedade do ensino, a coeducação, a constituição da escola única embasada num trabalho produtivo fundamental, a promoção das relações sociais com distinção da educação tradicional e vista como grande contribuição da escola nova na organização científica da escola. Conclui-se ser possível compreender que os problemas educacionais estão vinculados a implementação e implementação de políticas públicas, bem como perceber proximidades com às possibilidades para soluções pertinentes.

Biografia do Autor

Lívia Maria Rassi Cerce, Universidade Católica de Brasília UCB, DF, Brasil.

Membro Titular do Conselho Municipal de Cristalina/GO. Doutoranda em Educação pela Universidade Católica de Brasília - Bolsista Capes. Mestre em Educação pela Universidade Católica de Brasília. Pós-Graduada em Psicopedagogia pela Universidade Claretiana de Batatais/SP. Graduada em Pedagogia pela Universidade Paulista/SP. Autora do livro "A Relação Afetiva nos Processos de Ensino e Aprendizagem entre Professores e Alunos das Classes de Alfabetização" e de outros artigos científicos na área da Educação. E-mail: profliviamaria2018@gmail.com. Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8084-7129

Célio da Cunha, Universidade Católica de Brasília, UCB, DF, Brasil.

Bacharel e Licenciado em Pedagogia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1968), mestre em Educação pela Universidade de Brasília (1980) e doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1987). Pós-doutoramento na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia(Lisboa) Atualmente é Professor do Programa de Mestrado e Doutorado da Universidade Católica de Brasília - área de concentração: políticas públicas de educação e história das ideias pedagógicas. E-mail: celio.cunha226@gmail.com

Publicado
2021-10-18
Como Citar
Cerce, L. M. R., & Cunha, C. da. (2021). MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA: CAMINHOS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA. Diálogos Interdisciplinares, 10(1), 315 -333. Recuperado de https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/1003