ENFERMAGEM E O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE: REFLEXÕES A PARTIR DA SÉRIE BRASILEIRA “SOB PRESSÃO”

  • Gabriela de Sousa Lima Universidade Regional do Cariri
  • Héryka Laura Calú Alves
  • Grayce Alencar Albuquerque
  • Emiliana Bezerra Gomes
  • Rachel de Sá Barreto Luna Callou Cruz
  • Glauberto da Silva Quirino
Palavras-chave: Enfermagem, Sistema único de saúde, Saúde pública, Papel da enfermagem

Resumo

Objetivo: refletir sobre o papel da Enfermagem e o Sistema Único de Saúde a partir de uma série televisiva brasileira. Método: análise reflexiva da série Sob pressão à luz da Análise do Discurso Crítica.  Resultados: a visão sobre o papel invisível da Enfermagem identifica o desnivelamento nos discursos e o reforço de uma representação social que confere uma posição de subserviência à equipe médica. Atrelado, há a representação negativa de um sistema de saúde público doente e incurável, que no improviso da prática denota situações de risco aos usuários. Conclusão: a série nutre conceitos paradigmáticos retrógrados que desvalorizam a ação multiprofissional na saúde. Mesmo a obra sendo fictícia, há consequências à formação de opinião sobre o perfil de enfermeiras e do sistema de saúde. Portanto, sugere-se a ampliação das visões para que, mesmo sob pressão, surjam maneiras de fugir das ideias impostas e transcender as ordens de domínios vigentes.

Publicado
2021-10-18