EFEITOS DA TERAPIA ASSISTIDA POR ANIMAIS EM PESSOASNA REABILITAÇÃO CARDÍACA

  • Jamaira Paola Pereira Universidade do Vale Do Itajaí
  • Beatriz Régis Teixeira Universidade do Vale Do Itajaí
  • Maria Paula Mellito da Silveira Universidade do Vale Do Itajaí
Palavras-chave: Terapia Assistida por Animais. Cortisol. Reabilitação Cardíaca. Hipertensão Arterial. Fisioterapia.

Resumo

Resumo

A terapia assistida por animais (TAA) é aplicada de forma vantajosa auxiliando nos tratamentos de diferentes doenças em áreas distintas, entre elas, destacam-se as Cardiopatias, não apenas atuando como abordagem terapêutica, mas também, como prevenção, reduzindo fatores de risco, intervindo diretamente na qualidade de vida. Objetivos: Analisar os efeitos fisiológicos da TAA em pessoas com cardiopatia em reabilitação cardíaca (RC). Identificando os níveis de cortisol circulantes, níveis de pressão arterial (PA), frequência cardíaca (FC) e saturação de oxigênio (SpO2) e comparando-os dentro de dois grupos: indivíduos que frequentem reabilitação cardíaca associada a TAA e outro, que frequentem somente fisioterapia. Métodos: O estudo em questão caracteriza-se como uma pesquisa descritiva de caráter quantitativo. A coleta de dados foi realizada a partir do acesso a dados de prontuários, bem como, a observação de 16 sessões com um protocolo padronizado. Foi estabelecido também, um método de avaliação e reavaliação funcional pelo número de repetições em que cada indivíduo realizasse o protocolo. Resultados: Não houveram alterações significativa nos sinais vitais PAS, PAD, FC e SpO2, entretanto, obteve-se ganhos funcionais com a prática da fisioterapia isoladamente. Em contrapartida, foi possível verificar resultados referentes a redução de cortisol com a prática da fisioterapia, estes resultados foram potencializados significativamente com a associação da TAA. Evidencia-se que a intervenção com o animal surte efeitos fisiológicos positivos na saúde do idoso hipertenso.

Publicado
2021-10-18