EMPATIA COMO COMPETÊNCIA NA GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM APLICADA A SITUAÇÕES COM O COVID- 19

  • Betina Cambraia Dias de Siqueira Centro Universitário Braz Cubas
  • Camila Cristina Rodrigues Centro Universitário Braz Cubas
  • Luci Bonini FATEC
Palavras-chave: Graduação em enfermagem. Empatia. Pandemia. COVID-19.

Resumo

A enfermagem durante o processo do cuidar precisa mobilizar diferentes competências dentre elas destacamos a empatia. Este estudo tem como objetivo descrever o conhecimento dos graduandos de enfermagem do conceito de empatia no enfrentamento da COVID-19. Trata-se de pesquisa descritiva de abordagem quali-quantitativa de corte transversal. Participaram desse estudo, 50 estudantes do 8º e 9º semestres de graduação de Enfermagem, de uma instituição de ensino superior da região do Alto Tietê, sendo 8% do gênero masculino e 92% do gênero feminino. Entre os participantes, 42% estavam trabalhando diretamente no tratamento com pacientes de COVID-19 e, desses 20% estão sendo tratados pelas pessoas do seu convívio profissional com empatia, 20% não está sendo tratado com empatia e os demais, 60% afirmam que apenas em alguns momentos a empatia emerge. 92% conhecem o conceito de empatia e deixam isso mais claro nas respostas abertas. Concluiu-se que embora os estudantes conheçam o conceito de empatia, no ambiente de trabalho da pandemia da COVID-19 nem sempre ela está presente, até porque se trata de um panorama não vivido ainda pela geração presente.

 

Publicado
2022-03-31

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##