DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO À PATRIMONIOS CULTURAIS COMO CONTRIBUIÇÃO PARA O DESENVOVIMENTO SOCIAL

  • Geovane Schulz Rodrigues
  • Tarcisio Dorn de Oliveira UNIJUÍ
  • Martha Diel Casarin Dias

Resumo

Partindo do fato que se vive em uma sociedade plural, em que um mesmo espaço se encontra uma enorme gama de diversidade, onde se deve permitir seu acesso de forma respeitosa e igualitária. O acesso aos patrimônios culturais e espaços urbanos deve ser amplo e democrático, proporcionando cultura, lazer, saúde e educação de forma acessível. No presente artigo buscou-se refletir sobre a ideia que patrimônios culturais podem contribuir para o desenvolvimento social tanto individual quanto coletivamente a partir do momento que se tornam acessíveis a todos. O presente estudo teórico trata-se de uma pesquisa descritiva e a metodologia utilizada para a elaboração do artigo foi o levantamento de arquivos bibliográficos, houve a exploração de diversas obras de vários autores, os quais debatem a temática abordada. Observa-se que a sociedade cresce e se desenvolve de uma forma sociocultural segregatória, sendo assim aqueles de classe social mais elevada têm um amplo acesso aos patrimônios e bens culturais em geral, porém outros fatores também inviabilizam esse acesso como por exemplo a má distribuição de produtos culturais e a falta de políticas públicas que possibilite o acesso a esses eventos. Há, portanto, uma necessidade urgente de trazer o acesso amplo e democrático a patrimônios culturais visto que estes, atualmente, perpetuam um acesso restrito onde apenas uma parcela da população tem acesso.

Publicado
2023-07-13
Como Citar
Rodrigues, G. S., Oliveira, T. D. de, & Dias, M. D. C. (2023). DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO À PATRIMONIOS CULTURAIS COMO CONTRIBUIÇÃO PARA O DESENVOVIMENTO SOCIAL. Diálogos Interdisciplinares, 14(3), 98-107. Recuperado de https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/1300