ANÁLISE DO CONSUMO DE SUPLEMENTOS À BASE DE ZINCO DURANTE PANDEMIA DO COVID-19

  • ERICA AGUIAR DA COSTA AGUIAR OLIVEIRA Braz Cubas Centro Universitario
  • Tatiana Santiago
Palavras-chave: Suplementos a base de zinco, necessidades diárias de consumo de zinco, zinco e imunidade.

Resumo

Introdução: Em 2019, iniciou-se um surto viral nomeado com SARS-Cov-2, desconhecido e sem controle da contaminação. Este vírus altamente transmissível gerou um colapso na saúde pública, atacando de forma generalizada nosso sistema imune e adaptativo, causando processo inflamatório generalizado. O estudo deste trabalho, está relacionado na ação do zinco, que tem um papel importante em nossa imunidade, sua interação com outros minerais e a importância do estado nutricional adequado. Objetivo: Analisar os suplementos de zinco à venda em drogarias da região de Mogi das Cruzes comercializada livremente sem prescrição. Metodologia: Trata-se de um estudo de campo com o objetivo de avaliar os suplementos nutricionais disponíveis no mercado à base de zinco, a composição química e porção diária de consumo. Resultados: Foram analisados 53 suplementos nutricionais, e dentre as diferentes composições químicas, houve predomínio nas composições de sulfato de zinco e oxido de zinco. Conclusão: Em todas as formulas disponíveis para consumo com venda livre sem prescrição, nenhuma estava de acordo com a DRI para adultos.

Publicado
2023-07-13
Como Citar
DA COSTA AGUIAR OLIVEIRA, E. A., & Tatiana Santiago. (2023). ANÁLISE DO CONSUMO DE SUPLEMENTOS À BASE DE ZINCO DURANTE PANDEMIA DO COVID-19. Diálogos Interdisciplinares, 14(3), 307-315. Recuperado de https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/1366