TRANSTORNOS DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO EM MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA POR PARCEIROS INTÍMOS

  • Isabella Abissamra Alberto da Costa Universidade de Mogi das Cruzes
  • Isabella Gimenes Zetone Universidade de Mogi das Cruzes
  • Anna Júlia Omar Mastine Farache Universidade de Mogi das Cruzes
  • isabellasecomandi Umc
  • Isabella Mori de Oliveira Melo Universidade de Mogi das Cruzes
  • Thauany Boulos de Castro Universidade de Mogi das Cruzes
  • Maria Iracema Nunes de Camargo Universidade de Mogi das Cruzes
  • Ana Cristina Ristow Wolff Rede Mulher Forte
  • Luci Mendes de Melo Bonini Faculdade de Tecnologia, São Paulo, SP, Brasil.
  • Wagner Alves de Souza Júdice Universidade de Mogi das Cruzes
Palavras-chave: Violência doméstica., Violência contra a mulher., Saúde mental.

Resumo

Estudam-se os transtornos de ansiedade e depressão em mulheres vítimas de violência por parceiros íntimos. O objetivo deste estudo é identificar e descrever relatos de transtornos físicos, emocionais e mentais de mulheres vítimas de violência de seus parceiros íntimos. Além de conhecer a história de vida e de superação de mulheres que foram vítimas de abusos físicos, psicológicos e sexuais por seus companheiros íntimos. Trata-se de pesquisa exploratória, de caráter qualitativo de corte transversal., na qual apresentam-se as histórias de vida de 7 participantes, vítimas de violência doméstica por seu parceiro íntimo. Os resultados demonstraram que o início do relacionamento é sempre bom e que a violência advém de formas de controle e de ciúmes. Ela ocorre com violência física que traz prejuízo às vítimas e violência psicológica que acarretam problemas na saúde mental tais como ansiedade, depressão, sentimento de culpa, pensamentos suicidas também podem ocorrer. Concluiu-se que a violência não pode ser vista como um fenômeno inerente à natureza humana, mas como um fenômeno condicionado ao modo de organização social, que é historicamente construído e que a violência contra a mulher pelo parceiro íntimo tem como consequências graves problemas de saúde mental das mulheres como depressão e ansiedade e que é preciso qualificar profissionais de saúde para compreender esse tipo para que não existam vestígios físicos e psicológicos que podem, até, conduzir ao suicídio como se viu.

Biografia do Autor

Isabella Abissamra Alberto da Costa, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante de Medicina na Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes, SP.  

Isabella Gimenes Zetone, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante de Medicina na Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes, SP.  

Anna Júlia Omar Mastine Farache, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante de Medicina na Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes, SP.  

Isabella Mori de Oliveira Melo, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante de Medicina na Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes, SP.  

Thauany Boulos de Castro, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante de Medicina na Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes, SP

Maria Iracema Nunes de Camargo, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante de Medicina na Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes, SP.  

Ana Cristina Ristow Wolff, Rede Mulher Forte

 Doutorado em Psicologia pela PUC-SP, Presidente da Rede Mulher Forte, Mogi das Cruzes, SP

Luci Mendes de Melo Bonini, Faculdade de Tecnologia, São Paulo, SP, Brasil.

Doutorado em Comunicação e Semiótica, Faculdade de Tecnologia, São Paulo, SP, Brasil.

Wagner Alves de Souza Júdice, Universidade de Mogi das Cruzes

Doutorado em Biologia Molecular, Docente da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes, SP

Publicado
2023-07-13
Como Citar
Abissamra Alberto da Costa, I., Gimenes Zetone, I., Omar Mastine Farache, A. J., isabellasecomandi, Mori de Oliveira Melo, I., Boulos de Castro, T., Nunes de Camargo, M. I., Ristow Wolff, A. C., Mendes de Melo Bonini, L., & Alves de Souza Júdice, W. (2023). TRANSTORNOS DE ANSIEDADE E DEPRESSÃO EM MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA POR PARCEIROS INTÍMOS. Diálogos Interdisciplinares, 14(3), 344-355. Recuperado de https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/1370