A NORMA REGULAMENTADORA Nº04 COMO ESTRATÉGIA DE REDUÇÃO DE CUSTOS E AMPLIAÇÃO DO EMPREGO

  • Hilderin Lucas de Lima FMU
  • Fabio Xavier de Melo Brazcubas Educação
Palavras-chave: Acidentes do Trabalho, Indenizações acidentárias, desemprego dos profissionais da prevenção

Resumo

O atual cenário brasileiro demonstra a existência de um alto índice de acidentes do trabalho, incidência de indenizações acidentárias e grande desemprego, incluindo neste último, os profissionais da prevenção. Através deste artigo trataremos de um assunto que pode melhorar os índices de emprego para o país, bem como diminuir as indenizações por acidente do trabalho e doença ocupacional. A abordagem trata diretamente do Quadro II da Norma Regulamentadora 04 do Ministério do Trabalho que obriga a contratação de um número mínimo de profissionais da área da prevenção (técnicos de segurança do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, enfermeiro do trabalho e médico do trabalho).Atualmente as empresas, em sua grande maioria, mantém somente a quantidade mínima obrigatória por lei destes profissionais onde estatisticamente fica demonstrado a ineficácia em manter este costume.

 

Biografia do Autor

{$author}, FMU

Advogado, Engenheiro do Meio Ambiente e de Segurança do Trabalho. Atualmente trabalha no Grupo Eurofarma como Engenheiro de Segurança do Trabalho.

 

{$author}, Brazcubas Educação

Engenheiro Físico e de Segurança do Trabalho (UFSCar), mestre e doutor em Engenharia Mecânica (EESC-USP). Professor dos cursos de Graduação em engenharia na Brazcubas Educação, professor de pós-graduação em engenharia de segurança do Trabalho no Centro Universitário da FMU.

Publicado
2018-11-23