O PROCESSO DEPRESSIVO EM MULHERES SUBMETIDAS À CIRURGIA DE MASTECTOMIA

  • Danila Ferreira Boschi Tanikawa CENTRO UNIVERSITÁRIO BRAZ CUBAS
  • Rosilene Ribeiro de Oliveira CENTRO UNIVERSITÁRIO BRAZ CUBAS
  • Luís Sérgio Sardinha Centro Universitário Brazcubas
  • Valdir de Aquino Lemos CENTRO UNIVERSITÁRIO BRAZ CUBAS
Palavras-chave: Mastectomia; Câncer; Depressão.

Resumo

RESUMO

Mulheres mastectomizadas vivenciam diversos tipos de estressores diariamente, sendo que alguns deles estão relativamente associados com o sofrimento psicológico, pois ao receber o diagnóstico de câncer de mama a mulher vivencia uma série de processos que ocasionam a dor, sofrimento, medo, negação, aceitação, dentro outros diversos sentimentos. O objetivo do presente estudo é descrever e discutir sobre o processo depressivo que as mulheres submetidas à cirurgia de mastectomia vivenciam. Para este estudo foi realizada uma pesquisa bibliográfica, utilizando as palavras chaves “Mastectomia”, “Câncer” and “Depressão” foram localizados na base de dados da Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) 29 estudos, sendo que destes, 05 estudos encontravam-se em língua estrangeira, 10 estudos foram publicados anteriormente ao ano de 2007, restando para análise 14 estudos na base de dados da LILACS. Os resultados do presente estudo mostram que a maior parte dos estudos discorrem sobre o sofrimento, a vergonha a depressão aliada à desesperança por parte das mulheres que foram submetidas a mastectomia. Contudo os resultados do estudo mostram que o psicólogo possui papel fundamental no auxílio à essas mulheres, quanto a sua integralidade,  presença e autonomia no que tange o tratamento psicológico dessas mulheres. Através dos estudos foi possível concluir que há poucos estudos científicos a cerca do tema, o que evidência um campo fértil para os profissionais de saúde, sendo assim, considera-se fundamental mais estudos sobre a temática com o objetivo de oferecer melhor qualidade de vida e reabilitação psicológica.

 

ABSTRACT

 Mastectomized women experience several types of stressors on a daily basis, some of them being relatively associated with psychological distress. On receiving the diagnosis of breast cancer, the woman experiences a series of processes that cause pain, suffering, fear, denial, acceptance, in other different feelings. The objective of the present study is to describe and discuss the depressive process that women undergoing mastectomy surgery experience. For this study a bibliographic search was conducted using 29 key studies using the key words "Mastectomy", "Cancer" and "Depression", 29 studies were found in the Latin American and Caribbean Health Sciences Literature database (LILACS). , 05 studies were in a foreign language, 10 studies were published previously to the year 2007, remaining 14 studies in the LILACS database. The results of the present study show that most studies focus on suffering, shame, depression associated with hopelessness on the part of women who underwent mastectomy. However, the results of the study show that the psychologist plays a fundamental role in helping these women as to their completeness, presence and autonomy regarding the psychological treatment of these women. Through the studies, it was possible to conclude that there are few scientific studies about the subject, which evidences a fertile field for health professionals, being therefore considered more fundamental studies on the subject with the objective of offering a better quality of life and psychological rehabilitation

 

 

Biografia do Autor

{$author}, Centro Universitário Brazcubas

Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo, Brasil(2011).
Coordenador e Docente do curso de Psicologia do Centro Universitário Brazcubas – Mogi das Cruzes. Docente junto à Universidade do Grande ABC, UniABC, Santo André.

Publicado
2019-06-04

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>