O ESTADO ATUAL DO DISCURSO EM MICHEL FOUCAULT E SUAS APLICAÇÕES NA ADMINISTRAÇÃO

  • Gabriel Farias Alves Correia Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ana Carolina Paiva de Carvalho Universidade Federal de Minas Gerais
  • Muriel de Almeida Ornela Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Análise do Discurso em Foucault, Michel Foucault, estudo biliométrico

Resumo

Este ensaio teórico possui como objetivo analisar o discurso em Foucault, bem como a produção acadêmica concernente a esse tema a fim de evidenciar a relevância sua relevância para a Administração. Nesse sentido, a partir de uma revisão bibliográfica, este ensaio aborda as principais considerações do discurso em Foucault (1996). O autor preocupou-se em entender e explicitar como se dá o discurso por meio de uma construção histórica, produzido de tal forma que propicia exclusões e diferenciações, seja no campo político, científico ou em outras esferas da sociedade. Para tanto, realizamos um estudo bibliométrico com a finalidade de analisar a produção acadêmica sobre a temática a partir da base de dados Web of Science. Os dados obtidos foram divididos em três categorias: percentual de produções em áreas da Administração por ano; artigos de maior relevância, evidenciada a partir do critério de número de citações; e por fim, os principais journals com trabalhos do campo da Administração que abordaram a temática. Os resultados sugerem que os estudos na área ocupam o sétimo lugar no que tange à quantidade de trabalhos envolvendo análise de discurso e Foucault, sendo o Brasil o quinto país com o maior número de produções. Os primeiros trabalhos utilizando análise do discurso foucaultiano em Administração registrados na Web of Science são do início da década de 90. É possível notar picos de produção acadêmica, em 2008 e 2015. Além disso, há uma crescente do número de trabalhos envolvendo a análise do discurso em Foucault, demonstrando a consolidação da aplicação desse olhar na ciência. Por fim, conclui-se que a análise do discurso em Foucault se mostrou relevante para a Administração no que tange ao objetivo de libertação do indivíduo, com o intuito de aumentar sua inserção, participação e igualdade na sociedade.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda em Administração (CEPEAD/UFMG) e bacharela em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro. Possui interesse em temas de pesquisa como: marketing, planejamento estratégico, gestão de projetos e mapeamento de processos.

{$author}, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestrando em Administração (CEPEAD/UFMG), pós-graduado em gestão financeira e bacharel em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Possui interesse em temas de pesquisa como: coevolução, teoria institucional e liderança.

Publicado
2019-06-20