SEMIÓTICA DA CIDADE HOSTIL

  • Jéssica Cristina Figueira de Alvarenga Universidade de Mogi das Cruzes
  • Luci Mendes de Melo Bonini Universidade de Mogi das Cruzes
  • Rosália Maria Netto Prados Universidade de Mogi das Cruzes
Palavras-chave: Semiótica, Cidade, Arquitetura

Resumo

RESUMO: Estuda-se a semiótica da arquitetura fazendo-se uma reflexão sobre a cidade hostil. A cidade hostil, violenta e sem acessibilidade exclui. Há meios de controle social usados por representantes governamentais, urbanistas, arquitetos, planejadores, empreendedores e até mesmo pelos próprios moradores a fim de defender da violência criada pelos outsiders ou aqueles que deixam a cidade violenta. Por meio do octógono semiótico modeliza-se o discurso da cidade acolhedora: a cidade ideal não exclui e resguarda sua população em um todo e não somente uma parcela. Uma cidade igualitária em direitos e deveres com uma governança justa para todos seria oposto de uma cidade hostil.

Palavras-chave: Semiótica. Cidade. Arquitetura.

ABSTRACT: This papers studies the semiotics of architecture becoming a reflection on the city. Hostile city is violent and without accessibility, disempowering great part of its inhabitants. There are means of social control used by Government representatives, planners, architects, entrepreneurs and even by locals in order to defend the violence created by outsiders or those who leave the city. Through semiotic this paper shows models for the welcoming speech to the city: the ideal city does not exclude and safeguards your entire population and not only a portion. A city equally in rights and duties with a fair governance for all would be opposite of a hostile city.

Key words: Semiotic. City. Architecture.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (2013). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Arquitetura e Urbanismo. Mestranda em Políticas Públicas pela Universidade de Mogi das Cruzes

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Doutora e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, pesquisadora no Núcleo de Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas (NCSA). Líder do GRUPPU - Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), pesquisadora do Mestrado em Políticas Públicas na UMC e concentra pesquisas em políticas públicas, políticas culturais e dignidade da pessoa humana na cultura, na educação e nas organizações.. Graduei-me em Letras (UBC) e especializei-me em Linguística Aplicada ao Ensino do Português (UMC). Desenvolvo materiais didáticos em formato digital para plataformas de educação a distância. Sou professora nos cursos em cursos de graduação e pós-graduação lato-sensu. Pesquisadora-colaboradora no Mestrado em Habitação: Planejamento e Tecnologia, do Instituto de Tecnologia de São Paulo, (IPT-USP)

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Doutora em Linguística e Semiótica pela USP e docente no Mestrado em Políticas Públicas da Universidade de Mogi das Cruzes. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-2138-8422. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1028299162272414.

Publicado
2019-06-20

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>