A QUESTÃO DA MIGRAÇÃO INTERNA E O TRABALHO DE PROTEÇÃO SOCIAL NO ÂMBITO DO CRAS

  • Rafael Bianchi Silva UEL
  • Dandara Peraro de Sousa Universidade Estadual de Londrina
  • Anyelle Karine de Andrade Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Trabalho Social; Migração Interna; Assistência Social; CRAS

Resumo

O fenômeno da migração envolve diversos determinantes e seu estudo se configura como extremamente relevante, pois as trajetórias dos migrantes se mostram como importantes indicadores sociais ao que se refere à economia, meio ambiente e políticas públicas. Assim sendo, esta pesquisa teve por objetivo principal explorar as possibilidades de trabalho dos profissionais do serviço de proteção básica do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), mais especificamente nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) em relação a população em situação de migração interna brasileira no Brasil. Para isso foi realizada uma pesquisa de base qualitativa com os procedimentos de análises documentais e bibliográficas que consistiu em três etapas: em primeiro momento, foi realizada uma busca documental e bibliográfica sobre o tema da migração em materiais oficiais do SUAS e, em seguida, uma pesquisa sobre as características da migração interna brasileira e por fim, de acordo com os resultados obtidos nas etapas anteriores, foi efetuada uma articulação das temáticas exploradas de forma a discutir o trabalho social na proteção básica de acordo com as especificidades dos usuários migrantes. Ao longo da pesquisa, foi possível que a migração interna impacta no trabalho a ser realizado no CRAS, visto que o movimento de pessoas altera as características das comunidade e territórios atendidos. Ao mesmo tempo, reforça a importância dos direcionamentos já apresentados em documentos oficiais, principalmente ao que se refere ao diagnóstico territorial, ações para fortalecimento de vínculos e intervenções coletivas como fatores de proteção e prevenção de vulnerabilidades. Por fim, vimos que, em separado, a questão dos fluxos migratórios e a Política de Assistência Social são temas que vem recebendo atenção em pesquisas realizadas. Entretanto, a articulação dos temas ainda é escassa, sendo um campo fértil para futuros estudos.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade Estadual de Londrina

Psicóloga formada pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e bolsista Iniciação Científica (CNPq/UEL – 2017/2018).

{$author}, Universidade Estadual de Londrina

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Psicóloga da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Londrina

Publicado
2019-12-13