INTERDISCIPLINARIDADE E PENSAMENTO COMPLEXO

CAMINHOS PARA A SUPERAÇÃO DE UM PARADIGMA CIENTÍFICO DOMINANTE

  • Vagner Campos de Araújo Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Herton Helder Rocha Pires Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Palavras-chave: Interdisciplinaridade. Pensamento complexo. Conhecimento científico. Especialização. Paradigma dominante.

Resumo

O paradigma racionalista-mecanicista introduzido no conhecimento científico por Descartes tem pautado até os dias de hoje as sociedades, em especial, o mundo ocidental. O método cartesiano fragmentou o conhecimento ao propor a divisão do objeto em partes para uma melhor compreensão do todo. Com isso, as ciências se enveredaram pelo caminho da especialização e o todo ficou perdido. Contudo, as sociedades chegaram a um nível de complexidade que o pensamento científico dominante já não responde mais aos inúmeros questionamentos e demandas do mundo atual. Assim, à luz das teorias da interdisciplinaridade e do pensamento complexo, este estudo de caráter exploratório tem como objetivo a proposta de uma superação do paradigma científico dominante. A interdisciplinaridade busca relacionar, dialogicamente, as verdades que cada disciplina manifesta e assim contribuir para o conhecimento do todo. O pensamento complexo, por sua vez, rompe com a fragmentação e a simplificação do conhecimento, pois alcança uma compreensão do mundo de uma maneira global, articulando a religação, a contextualização e a globalização dos saberes adquiridos. Conclui-se que interdisciplinaridade e pensamento complexo se relacionam entre si e se completam como forma de enfrentamento e superação do paradigma dominante de uma ciência baseada na fragmentação do conhecimento. Ambos buscam criar relações dialógicas entre as disciplinas na busca de um todo, fazendo com que o conhecimento científico possa tratar as questões complexas existentes no mundo atual, contribuindo para o avanço da ciência. Enfim, é na academia, lugar naturalmente incumbido de produzir o conhecimento científico, especialmente a pós-graduação, o meio profícuo para disseminar esta temática em discussão a partir de criação de programas e grupos de pesquisa voltados em sua essência para questões interdisciplinares e complexas.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Graduado em Filosofia e em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Pós-graduado, nível de especialização, em Informática Educativa pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá. Mestrando em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Tem experiência na área de Educação e em Administração Educacional.

{$author}, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Graduado em Ciências Biológicas pela PUC Minas, mestrado em Parasitologia pela UFMG e doutorado em Biologia Parasitária pela Fundação Oswaldo Cruz. Professor Associado III da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Orienta mestrandos no programa de pós-graduação Stricto sensu, modalidade mestrado profissional, Interdisciplinar em Saúde, Sociedade & Ambiente, UFVJM.

Publicado
2019-12-13