A CONSTRUÇÃO E DESCONSTRUÇÃO DA FIGURA PATERNA

  • Carlos José Matos Franco Laboratório Central de Saúde Pública, Universidade Estadual do Ceará
  • Vera Lúcia Mendes de Paula Pessoa Universidade Federal do Ceará
  • Edna Maria Camelo Chaves Universidade Estadual do Ceará
  • Thereza Maria Magalhães Moreira Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Thiago Santos Garces Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Adolescente. Pai. Família. DNA.

Resumo

A construção e desconstrução da figura paterna na vida de um adolescente, como resultado de um teste de DNA, mediante ação de investigação da paternidade, é, antes de tudo, um processo complexo permeado por reflexão sobre dificuldades que impactam na relação pai-filho, é também uma busca por direitos e afirmação da filiação, com repercussões na vida do adolescente. Este estudo objetiva compreender a repercussão da construção e desconstrução da figura paterna biológica após o teste de DNA, na vida de adolescentes. Trata-se de uma pesquisa qualitativa descritiva. A coleta de informações aconteceu por meio de uma entrevista semiestruturada, realizando-se uma análise temática. Como resultados emergiram duas categorias: Relacionamento entre pai-filho e Sentimentos e mudanças resultantes da confirmação da paternidade. A partir deste estudo e considerando que a confirmação da paternidade repercute na vida dos adolescentes de várias formas, seguem as demandas envolvendo aspectos sociais e jurídicos dos adolescentes, como o acompanhamento social das famílias e proteção destes indivíduos.

Palavras-chave: Adolescente. Pai. Família. DNA.

The construction and deconstruction of the father figure in the life of adolescent, as a result of a DNA test by investigating paternity, is first of all, a complex process reflection permeated about difficulties that impact on parent-child relationship. It's also a search for rights and affirmation of membership with repercussions on the adolescent's life. This study has the goal to understand the repercussion of the construction and deconstruction of the biological father figure after DNA testing in the life of teenagers. It is a descriptive qualitative research. Information gathering it happened through of a semi-structured interview, performing a thematic analysis. How results emerged two categories: Parent-child relationship and Feelings and resulting changes from confirmation of paternity. From this study and considering confirmation of paternity resound on the lives of adolescents in many ways, follow demands that involve social and legal aspects of adolescents, as the social support of families and protection of these individuals.

Keywords: Adolescent. Father. Family. DNA.

Biografia do Autor

{$author}, Laboratório Central de Saúde Pública, Universidade Estadual do Ceará

Mestre em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), Especialista em Atenção Farmacêutica pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR)..

{$author}, Universidade Federal do Ceará

Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará, Brasil(2001). P Pós-Doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professora Adjunto 11 da Universidade Estadual do Ceará , Brasil

{$author}, Universidade Estadual do Ceará

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará (1988), mestrado em Cuidados Clínicos em Saúde pela Universidade Estadual do Ceará (2006) e doutorado em Farmacologia pela Universidade Federal do Ceará (2012). Professora adjunta da Universidade Estadual do Ceará. Atua na graduação nas disciplinas de Farmacologia e Processo de Cuidar da Saúde da Criança e Adolescente. Atualmente na pós-graduação, com orientação de mestrado no PPGCF e Mestrado Profissional em Saúde da Criança e Adolescente. Colaboradora do do Programa de Pós-Graduação Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde. Tem experiência na área de Enfermagem Pediátrica e Neonatal e em Farmacologia com ênfase em Neuropsicofarmacologia, desenvolvendo pesquisa experimental direcionada ao estudo de polissacarídeos de plantas.

{$author}, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Enfermeira e Advogada. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq-nível 1A. Pós-Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre e Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professora Associada da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Docente da Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado) da UECE nos Programas: 1)Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde; 2)Saúde Coletiva; 3) Mestrado Profissional Gestão em Saúde. Líder do Grupo de Pesquisa Epidemiologia, Cuidado em Cronicidade e Enfermagem-GRUPECCE-CNPq. Consultora Ad hoc de vários periódicos. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: enfermagem, saúde pública-coletiva, tecnologias, doenças crônicas (hipertensão e diabetes) e adesão terapêutica. ORCID: 0000-0003-1424-0649.

{$author}, Universidade Federal do Ceará

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (1982), mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (1998), doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará (2001) e pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Ceará (2017). Professora adjunto M da Universidade Estadual do Ceará no curso de graduação em enfermagem; vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Cuidados Clínicos - UECE, Mestrado Profissional da Saúde da Criança e do Adolescente (UECE) e Mestrado Profissional em Transplante de Órgãos (UECE). É pesquisadora do Grupo de pesquisa Epidemiologia, Cuidado em Cronicidades e Enfermagem (GRUPECCE). Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Saúde do Adulto, Ensino de Enfermagem, Epistemologia, atuando na graduação e pós-graduação principalmente nos seguintes temas: enfermagem, cuidados de enfermagem, cronicidades, cardiologia, transplante cardíaco e família. É bacharel em Direito pela Faculdade Farias Brito.

Publicado
2019-12-10