A PERSONALIDADE DO PSICOPATA QUE COMETE ASSASSINATOS EM SÉRIE

  • Janaína Torres de Paula Centro Universitário Brazcubas
  • Luís Sérgio Sardinha Centro Universitário Brazcubas
  • Valdir de Aquino Lemos Centro Universitário Brazcubas
Palavras-chave: Psicopatia, Transtorno de personalidade, Perfil psicológico, Assassinatos em série

Resumo

RESUMO

A psicopatia é classificada por um grupo de traços disruptivos de personalidade e comportamentos antissociais, apresentada como um construto resultante de décadas de pesquisas clínicas e empíricas, ainda hoje é muito complicado defini-la de forma clara e objetiva, entretanto, sabe-se que se trata de um transtorno de personalidade. Porém, para compreender melhor o termo, é necessário entender primeiramente a personalidade de um indivíduo dito como “normal”, para deste modo chegar à definição de um suposto serial killer. Desta forma, compreende-se personalidade como o conjunto de propriedades psicológicas que definem os padrões de pensar, sentir e agir, ou seja, a individualidade pessoal e social de cada ser. A formação da personalidade é um processo gradativo, enigmático e singular de cada indivíduo, diante disso subentende-se por normal a pessoa que está em suas plenas faculdades mentais, ou seja, o indivíduo que apresenta a personalidade de forma padronizada. Dado o exposto, o objetivo desse trabalho é descrever e discutir sobre o perfil dos psicopatas que cometem assassinatos em série. Para a construção do embasamento teórico desse trabalho de conclusão de curso, foram utilizados como recurso: 44 livros e 38 artigos científicos. Resultando num total de 82 obras. Datadas do ano de 1901 à 2018, os artigos utilizados foram extraídos das bases de dados SciELO e PePSIC. Foram realizadas buscas por materiais pertinentes a temática, por meio de palavra chaves como: psicopatia, transtorno de personalidade, perfil psicológico, assassinatos em série. Os resultados do presente estudo mostram que os transtornos de personalidade não podem ser definidos como doenças, mas, sim como anomalias que ocorrem ao longo do desenvolvimento psíquico do indivíduo, ou seja, o indivíduo transtornado apresenta especificamente falta de sensibilidade aos sentimentos alheios, desta forma, pesquisas apontam que os transtornos como o de personalidade podem apresentar, nos indivíduos, falta de sentimentos para com os outros. Sendo assim, com base nos resultados do presente estudo, pode-se concluir que o psicopata que comete assassinatos em série tem um perfil de personalidade específico, no qual ele está privado de todo e qualquer índice de empatia em seus relacionamentos interpessoais e que se sente na maioria das vezes excitado pelo crime que comete.

Palavras Chave: Psicopatia, Transtorno de personalidade, Perfil psicológico, Assassinatos em série.

 

ABSTRACT

 

Psychopathy is classified by a group of disruptive personality traits and antisocial behaviors, presented as a construct resulting from decades of clinical and empirical research, it is still very complicated to define it clearly and objectively, but, it is known that if it is a personality disorder. However, to better understand the term, it is first necessary to understand the personality of an individual referred to as "normal", in order to arrive at the definition of a supposed serial killer. Thus, personality is understood as the set of psychological properties that define the patterns of thinking, feeling and acting, that is, the personal and social individuality of each being. The formation of the personality is a gradual, enigmatic and singular process of each individual, before that it is understood by normal the person who is in its full mental faculties, that is, the individual who presents the personality in a standardized way. Given the above, the purpose of this paper is to describe and discuss the profile of psychopaths who commit serial killings. To build the theoretical basis of this course work, 44 books and 38 scientific articles were used as resources. Resulting in a total of 82 works. Dating from 1901 to 2018, the articles used were extracted from the SciELO and PePSIC databases. Searches were conducted for materials pertinent to the theme, using keywords such as: psychopathy, personality disorder, psychological profile, serial killings. The results of the present study show that personality disorders cannot be defined as diseases, but as anomalies that occur along the individual's psychic development, that is, the disordered individual specifically lacks sensitivity to the feelings of others, thus , research indicates that personality disorders can present, in individuals, lack of feelings towards others. Thus, based on the results of this study, it can be concluded that the psychopath who commits serial killings has a specific personality profile, in which he is deprived of any empathy in his interpersonal relationships and feels most of the time excited by the crime he commits.

Keywords: Psychopathy, Personality disorder, Psychological profile, Serial killings.

Biografia do Autor

{$author}, Centro Universitário Brazcubas

Bacharel em Psicologia pela Universidade BrazCubas. Possui interesse em temas de pesquisa como: transtorno de personalidade antissocial, psicopatia, psicologia forense e seriais killers.

{$author}, Centro Universitário Brazcubas

Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo, Brasil(2011). Coordenador e Docente do curso de Psicologia do Centro Universitário BrazCubas – Mogi das Cruzes. Docente junto à Universidade do Grande ABC, UniABC, Santo André.

{$author}, Centro Universitário Brazcubas

Doutorado em Psicobiologia pela Universidade Federal de São Paulo, Brasil (2016). Pesquisador do Comite Paraolimpico Brasileiro. Docente do curso de Psicologia do Centro Universitario Brazcubas – Mogi das Cruzes.

Publicado
2019-12-11

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 4 > >>