LINGUAGEM E ESCRITA EM CRIANÇAS COM ERROS RESIDUAIS DE FALA

  • Áurea Alves Guimarães Universidade Federal de Santa Maria/RS
  • Sthéphanny Lencina Bittencourt Universidade Federal de Santa Maria/RS
  • Carolina Lisbôa Mezzomo Universidade Federal de Santa Maria/RS
Palavras-chave: Transtorno Fonológico, Linguagem, Escrita, Fonoaudiologia

Resumo

Cada vez mais vemos a necessidade de falar mais sobre o processo de aquisição da linguagem. Em se tratando do mesmo, é importante destaca que o componente principal da linguagem é a fonologia e suas variáveis diversas que envolvem o processo de aquisição da linguagem, iniciando o desenvolvimento comunicativo. O presente artigo trata-se da fonologia e da sua ligação com a leitura e escrita, objetivando estudar a relação entre erros residuais de fala e aprendizagem da língua escrita, através da descrição de uma amostra de crianças com erros residuais de fala. Como metodologia, a pesquisa traz uma abordagem quantitativa retrospectiva, por envolver um levantamento de dados em prontuários de pacientes atendidos em uma clínica escola de fonoaudiologia. De acordo com a amostra coletada e as informações contidas nos prontuários analisados, foram obtidas significâncias já esperadas, uma correlação significativa entre os processos fonológicos atuantes e o número de erros fonema/grafema, e alguns resultados chegaram a um resultado significante, porém, devido ao número amostral, não foi possível chegar ao resultado. Concluiu-se que o andamento correto do processo de aquisição da linguagem é fundamental para um futuro desenvolvimento de leitura e escrita, prevenindo defasagem escolar e dificuldades mais graves ao longo do processo educacional.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade Federal de Santa Maria/RS

Acadêmica do 4° semestre de Fonoaudiologia pela Universidade Federal de Santa Maria/RS; Integrante do Grupo de pesquisa do Laboratório de Neuropsicologia da Linguagem- NeuroLin; Integrante do Grupo de Extensão: Atendimento de fala aos escolares de Santa Maria; Participante do Projeto INAD (International Noise Awareness Day) - conscientização sobre o ruído.

{$author}, Universidade Federal de Santa Maria/RS

Graduação em Fonoaudiologia pela Universidade Federal de Santa Maria/RS; Especialização em motricidade oral (CEFAC) e linguagem (PUCRS); Mestre e doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Professora associada da UFSM no curso de Fonoaudiologia e no Programa de Pós-Graduação em Distúrbios da Comunicação Humana.

Publicado
2019-12-12