AVALIAÇÃO DAS INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS EM PACIENTES IDOSOS DA CLÍNICA CARDIOVASCULAR

  • Ana Luisa Galardino Faria Universidade de Mogi das Cruzes
  • Fernanda Luisa Bolanho Fais Universidade de Mogi das Cruzes
  • Jéssica Máximo Ribeiro Universidade de Mogi das Cruzes
  • Rubia Lury Hanada Marialva Universidade de Mogi das Cruzes
  • Victória Dias Costa Universidade de Mogi das Cruzes
  • Guilherme Costa Matsutani Universidade de Mogi das Cruzes e Centro Universitário Brazcubas.
Palavras-chave: Cardiovascular, Interações Medicamentosas, Idosos, Polifarmácia

Resumo

RESUMO: O objetivo deste estudo foi avaliar as potenciais interações medicamentosas entre os medicamentos utilizados pela população idosa atendida na Clínica Cardiovascular da Policlínica da Universidade de Mogi das Cruzes. Analisou-se 50 prontuários de pacientes, de ambos os gêneros, com idade a partir de 60 anos, atendidos no período de janeiro de 2015 a dezembro de 2018. O estudo foi observacional, descritivo e transverso; as variáveis coletadas foram gênero, idade e medicamentos utilizados. A polifarmácia foi identificada em todos os pacientes, com prescrição de 273 medicamentos no total, 250 deles apresentando interação. A maioria das interações foi do tipo moderada (72%), seguida de leve (21,4%) e grave (7,28%). O fármaco mais utilizado foi a metformina, presente em (8%) das prescrições. Quanto às interações, foram encontradas 3 com maior prevalência (4% cada uma delas), sendo que duas destas envolviam aspirina – interagindo com losartana e enalapril. O mecanismo de interação farmacodinâmico foi o mais encontrado, presente em 71,65% das interações, e o farmacocinético em 28,34%, merecendo destaque a interação farmacodinâmica entre Espironolactona-Enalapril, grave. Foram identificadas, portanto, diversas interações medicamentosas que necessitam de acompanhamento farmacoterapêutico, para evitar maiores danos à saúde, além de evitar a falha na terapêutica das doenças apresentadas por estes pacientes.
Palavras-Chave: Cardiovascular. Interações Medicamentosas,.Idosos. Polifarmácia.

ABSTRACT: The objective of this study was to evaluate the potential drug interactions among the medications used by the elderly population attended at the Cardiovascular Clinic of the Polyclinic of the University of Mogi das Cruzes. Fifty patient files of both genders, aged 60 years and older, were analyzed from January 2015 to December 2018. The study was observational, descriptive and transverse; the variables collected were gender, age and medications used. Polypharmacy was identified in all patients, with a prescription of 273 drugs in total, 250 of them presenting interaction. Most of the interactions were of the moderate type (72%), followed by mild (21.4%) and severe (7.28%). The most widely used drug was metformin, present in (8%) of the prescriptions. As for the interactions, 3 had a higher prevalence (4% each), two of which involved aspirin - interacting with losartan and enalapril. The mechanism of pharmacodynamic interaction was the most found, present in 71.65% of the interactions, and the pharmacokinetic in 28.34%, emphasizing the pharmacodynamic interaction between Spironolactone / Enalapril, severe. Therefore, several drug interactions that need pharmacotherapeutic monitoring were identified to avoid further damage to health, as well as avoiding failure to treat the diseases presented by these patients.
Keywords: Cardiovascular, Drugs Interactions, Elderly, Polypharmacy.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes UMC, SP.

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes UMC, SP.

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes UMC, SP.

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes UMC, SP.

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes

Estudante da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes, Mogi das Cruzes UMC, SP.

{$author}, Universidade de Mogi das Cruzes e Centro Universitário Brazcubas.

Possui graduação em Farmácia pela Universidade de Mogi das Cruzes (2000), mestrado e doutorado em Fármacos e Medicamentos pela Universidade de São Paulo (2004 e 2008). Atualmente é Coordenador dos cursos de Farmácia e Estética e Cosmética da Universidade de Mogi das Cruzes, assistente docente da Universidade Braz Cubas.

Publicado
2019-12-18