RELAÇÕES ENTRE PRIVAÇÃO DO SONO, RITMO CIRCADIANO E FUNÇÕES COGNITIVAS EM TRABALHADORES POR TURNOS

  • Alessandra Carolina Silva Centro Universitário Braz Cubas
  • Luís Sérgio Sardinha Centro Universitário Brazcubas
  • Valdir de Aquino Lemos Centro Universitário Brazcubas
Palavras-chave: Privação de sono, Trabalho por turno, Funções cognitivas

Resumo

RESUMO

 O trabalho por turno exigido por algumas empresas, expõe seus funcionários a uma desregulação do ritmo circadiano, o que pode alterar o “relógio biológico”, ao forçá-los a trocar a noite pelo dia, podendo resultar uma série de alterações no organismo que pode contribuir para o desencadeamento de doenças e alterações nas funções cognitivas. As funções cognitivas incluem memória, atenção, linguagem, percepção, funções executivas entre outras que estão ligadas desde os comportamentos mais simples até os de maior complexidade, que exigem muito mais do nosso cérebro. Essas funções são primordiais para o funcionamento do nosso organismo. O sono é considerado um fator extremamente importante para garantir a qualidade de vida do indivíduo, sendo caracterizado pelo processo de baixa consciência que se divide em fases denominadas de NREM ou REM. A privação do sono é uma condição onde o indivíduo não dorme o suficiente para repor toda a sua carga de energia e recuperar o organismo, o que pode causar fadiga, diminuição de reflexos sonolências e outros fatores que podem ser prejudiciais para a saúde, tanto psíquica quanto física. Neste sentido o objetivo do presente estudo é descrever e discutir as relações das funções cognitivas, privação do sono e ritmo circadiano no trabalhador por turno. Para este estudo foram utilizados resumos nas bases de dados: SCIELO, GOOGLE SCHOOL, PUBMED, REDALYC, BVS, utilizando-se descritores associados ao tema, como sono, funções cognitivas e trabalho por turnos. Após seleção segundo critérios, foram analisados 24 artigos científicos. Os resultados apresentados no presente estudo, evidenciam que a privação do sono causada em trabalhadores por turnos, resultam em diversos problemas no organismo em função de uma alteração no ritmo circadiano responsável pela homeostase, no âmbito fisiológico e cognitivo. Isso pode contribuir com o desencadeamento de problemas nas funções cognitivas e, em outros aspectos e funções importantes do cotidiano. Com base nos resultados do presente estudo, pode-se concluir que a privação do sono altera o ritmo circadiano e, consequentemente, altera as funções cognitivas de trabalhadores por turnos. Diante disso, sugere-se que estratégias não farmacológicas sejam utilizadas para minimizar tais prejuízos cognitivos nesta população. Uma das alternativas pode ser por meio do trabalho do psicólogo como facilitador em métodos e técnicas para melhorar o funcionamento cerebral.

 ABSTRACT

 The shift work required by some companies exposes their employees to a disruption of circadian rhythm, which can change the “biological clock” by forcing them to change night and day, and may result in a number of changes in the body that may contribute to the onset of disease and changes in cognitive functions. Cognitive functions include memory, attention, language, perception, executive functions and others that are linked from the simplest to the most complex behaviors, which require much more from our brain. These functions are paramount to the functioning of our organism. Sleep is considered an extremely important factor to ensure the quality of life of the individual, being characterized by the process of low awareness that is divided into phases called NREM or REM. Sleep deprivation is a condition where the individual does not get enough sleep to replenish his full energy charge and recover the body, which can cause fatigue, decreased reflexes drowsiness and other factors that can be detrimental to both mental health. how much physical. In this sense, the aim of the present study is to describe and discuss the relationships of cognitive functions, sleep deprivation and circadian rhythm in shift workers. For this study, summaries were used in the databases: SCIELO, GOOGLE SCHOOL, PUBMED, REDALYC, VHL, using descriptors associated with the theme, such as sleep, cognitive functions and shift work. After selection according to criteria, 24 scientific articles. The results presented in this study show that sleep deprivation caused by shift workers results in several problems in the body due to a change in circadian rhythm responsible for homeostasis, physiological and cognitive. This can contribute to triggering problems in cognitive functions and in other important aspects and functions of daily life. Based on the results of the present study, it can be concluded that sleep deprivation alters the circadian rhythm and, consequently, alters the cognitive functions of shift workers. Therefore, it is suggested that non-pharmacological strategies be used to minimize such cognitive impairment in this population. One alternative may be through the work of the psychologist as a facilitator in methods and techniques to improve brain functioning.

Biografia do Autor

{$author}, Centro Universitário Braz Cubas

Bacharel em Psicologia pelo Centro Universitário Brazcubas

{$author}, Centro Universitário Brazcubas


Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo, Brasil(2011). Coordenador e Docente do curso de Psicologia do Centro Universitário BrazCubas – Mogi das Cruzes. Docente junto à Universidade do Grande ABC, UniABC, Santo André.

{$author}, Centro Universitário Brazcubas

Doutorado em Psicobiologia pela Universidade Federal de São Paulo, Brasil (2016). Pesquisador do Comite Paraolimpico Brasileiro. Docente do curso de Psicologia do Centro Universitario Brazcubas – Mogi das Cruzes.

Publicado
2019-12-23

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 3 > >>