A QUALIDADE DE VIDA DE CRIANÇAS INTERNADAS EM AMBIENTE HOSPITALAR

  • Fabiola Hermes Chesani Universidade do Vale do Itajaí
  • Matheulli Guilherme Corrêa de Andrade Universidade do Vale do Itajaí
  • Carina Nunes Bossardi Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)
  • Marina Menezes Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Palavras-chave: Qualidade de vida, criança, hospital.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo analisar a qualidade de vida de crianças internadas em ambiente hospitalar. Este estudo foi pesquisa quantitativa realizada em um hospital pediátrico e público da região do Vale de Itajaí, Santa Catarina, Brasil. O instrumento de coleta foi a Escala de Avaliação da Qualidade de Vida (AUQEI),  que é um questionário baseado no ponto de vista da satisfação da criança, visualizada a partir de 4 figuras faces que exprimem diferentes estados emocionais ( muito feliz, feliz, infeliz e muito infeliz) que são associadas a diversos domínios da vida, através de 26 questões que exploram relações familiares, sociais, atividades, saúde, funções corporais e separação.   Dentre as 26 questões, 18 compõem as quatro dimensões do instrumento: autonomia, lazer, funções e família. Participaram 103 crianças, sendo 55,3% do sexo masculino e 44,7% do sexo feminino, a idade variou entre 4 e 12 anos. O escore geral obtido foi 54,66, em termos gerais, como feliz. Apenas doze crianças apresentaram qualidade de vida negativas. Os resultados indicaram que as crianças tendem a sentir-se muito feliz em relação ao lazer e feliz nas dimensões família, funções e autonomia, sendo a dimensão família a de maior média. Não foram evidenciadas diferenças estatisticamente significativas entre os índices de qualidade de vida apresentados pelas crianças do sexo feminino e masculino, bem como em função da idade das crianças e da clínica médica ou cirúrgica. O estudo indicou bons escores de qualidade de vida boa das crianças internadas no ambiente hospitalar.

Biografia do Autor

{$author}, Universidade do Vale do Itajaí

Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) professora doutora do curso de Mestrado Profissional em Saúde e Gestão do Trabalho, Curso de Fisioterapia. Itajaí – Santa Catarina.

{$author}, Universidade do Vale do Itajaí

Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) egresso do curso de Fisioterapia. Itajaí – Santa Catarina.

{$author}, Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)

Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) professora doutora do curso de Mestrado Profissional em Saúde e Gestão do Trabalho, Mestrado em Psicologia, Curso de Psicologia.Itajaí – Santa Catarina.

{$author}, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) professora doutora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina no Curso de Psicologia e Pós -Graduação em Psicologia. Florianópolis-Santa Catarina.

Publicado
2021-10-18