SIFILIS, TOXOPLASMOSE, TRACOMA, ANEMIA FALCIFORME

CONHECIMENTO DAS MOLÉSTIAS OCULARES PELA POPULAÇÃO MOGIANA.

  • Rodrigo Trentin Sonoda W Educar - OWP Educação
  • José Papaiz Junior UBC
Palavras-chave: pressão intra ocular, microorganismos, alterações oculares

Resumo

Alterações sistêmicas, congênitas e adquiridas levam a alterações graves do sistema visual. O glaucoma, a anemia falciforme, bem como o contágio por  toxoplasma gondii, chamydia trachomatis e treponema pallidum, provocam alterações oculares graves, levando até a cegueira. É incerto o conhecimento da população quanto a importância da execução de avaliação periódica da visão, bem como sobre a prevenção, tratamento e contágio pelos patógenos.

Biografia do Autor

Rodrigo Trentin Sonoda, W Educar - OWP Educação
  • Graduado em Tecnologia em Óptica e Optometria Braz Cubas Educação. Especialização em Estudos em Oftalmologia pela União Brasileira de Faculdades, Brasil(2019). Professor do OWP Educação / W Educar
José Papaiz Junior, UBC

Especialista em biologia celular e morfologia, e patologia clinica Graduado em Ciências Biológicas Modalidade Médica/Biomedicina pela Universidade de Mogi das Cruzes

Publicado
2021-10-18
Como Citar
Sonoda, R. T., & Papaiz Junior, J. (2021). SIFILIS, TOXOPLASMOSE, TRACOMA, ANEMIA FALCIFORME: CONHECIMENTO DAS MOLÉSTIAS OCULARES PELA POPULAÇÃO MOGIANA. Diálogos Interdisciplinares, 10(1), 288-291. Recuperado de https://revistas.brazcubas.br/index.php/dialogos/article/view/982
Seção
Short Communications