EFEITOS NOCIVOS DO TABAGISMO NO SISTEMA RESPIRATÓRIO

UMA REVISÃO ATUALIZADA DA LITERATURA

  • Ana Beatriz dos Santos Pisciotta CENTRO UNIVERSITÁRIO BRAZ CUBAS
  • Susy Mara Lopes Alves da Silva Centro Universitário Brazcubas
  • Silvia Ramos Fróes Bassini Centro Universitário Brazcubas
  • Laila Moussa Centro Universitário Brazcubas

Resumo

Resumo

Introdução: O tabagismo é considerado um problema de saúde pública. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 2017 apresenta uma prevalência de 1,3 bilhões de fumantes, com consumo de 7 trilhões de cigarro ao ano. Objetivos: Revisar na literatura os efeitos nocivos do tabagismo sobre o Sistema Respiratório. Método: foi realizado levantamento bibliográfico do período de 2007 a 2018 nas bases de dados Scielo, Bireme, Lilacs, Pedro, Decs. Resultados: os estudos encontrados sobre os efeitos nocivos do fumo sobre o sistema respiratório apontaram que o aumento do consumo de tabaco pode gerar complicações no sistema respiratório gerando fatores de risco para o desenvolvimento de Câncer de Pulmão, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), aumento da frequência respiratória (FR) e, diminuição do Pico de Lluxo Expiratório (PFE) e por consequência, levando ao estresse oxidativo nos pulmões, não apenas pelo consumo de cigarro, mas também por seus derivados. No entanto alguns estudos apontaram que não houve significância no sistema respiratório pelo autoconsumo de tabaco. Conclusão: Os efeitos sobre o sistema respiratório causados pelo consumo de tabaco e seus derivados são considerados um problema de saúde pública, gerando prejuízos sociais, econômicos e físicos tanto para quem faz uso destas substâncias como para quem convive com estes indivíduos.  A criação de medidas para a prevenção deve ser cada vez mais frequente, com objetivo de evitar o acometimento de um maior número de pessoas por doenças relacionadas ao tabagismo. 

Palavras chave: Tabagismo, Efeitos Nocivos, Sistema Respiratório

Publicado
2018-11-15

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##