SISTEMAS DE CONTROLE DE QUALIDADE INTRODUÇÃO A METODOLOGIA ZERO DEFEITO NA FABRICAÇÃO DE EMBALAGENS

  • Nilmar Antonio Domiciano Brazcubas
  • Renato Sabino Geribello Brazcubas
  • Mayara dos Santos Amarante Brazcubas
  • Larita Souza Pereira Brazcubas
  • Alexandre bueno Souza
  • Julio Cesar Pereira Brazcubas
  • Fabio Araujo Rodrigues Brazcubas

Resumo

Atualmente a utilização de metodologias que venham de algum modo reduzir erros no processo produtivo, vem sendo utilizados em varias empresas e o emprego destas metodologias tem crescido muito, principalmente nas organizações que tem foco em programas de melhoria continua de desempenho de processos de produção. Uma destas metodologias utilizadas há algum tempo pelas indústrias automobilísticas é o controle de qualidade baseado na metodologia chamada Zero Defeito - ZD. Uma das maneiras de atingimento da meta do ZD é por meio da implementação de dispositivos eletrônicos de controle, este tipo de aplicação vem a algum tempo sendo utilizada e implementada por empresas fora do Brasil, como uma ferramenta muito eficaz para atingimento do defeito zero e para eliminar fases de inspeções do controle da qualidade, seja ele em linha de produção ou inspeção final. A principal premissa associada à metodologia do zero defeito é a de que as falhas podem ocorrer, pois humanos são suscetíveis a erros, porem os erros geralmente não são aceitáveis, mas podem ocorrer em certas situações, desta forma com a utilização de certos dispositivos elas podem ser minimizadas ou mesmo eliminadas prevenindo que uma possível falha se torne um defeito e possa ser enviado ao cliente. Este artigo tem como principal objetivo apresentar os conceitos envolvendo a metodologia ZD, demonstrar possíveis ações que poderiam ser implementadas para o atingimento dos objetivos da fabricação de peças com zero defeito, baseado em sistemas de monitoramento dentro de uma empresa de embalagem situada na cidade de Mogi das Cruzes.

Publicado
2018-11-17

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##