ASPECTOS CLÍNICOS, RADIOGRÁFICOS E TERAPÊUTICOS DE REABSORCÕES RADICULARES INTERNAS NA ENDODONTIA

REVISÃO DE LITERATURA

  • DENNYS RAMON DE MELO FERNANDES ALMEIDA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Palavras-chave: odontoblastos; odontoclastos; reabsorção; endodontia; tratamento.

Resumo

O objetivo deste estudo foi relizar um levantamento bibliográfico sobre os aspectos clìnico-radiográficos das reabsorcões radiculares internas e da relação do tratamento endodôntico para controle dos casos. Foi realizado uma revisão da literatura de artigos os quais estivessem em português ou inglês e que fossem pesquisas completas ou de revisões que abordem as descrições das reabsorcões dentárias, bem como aqueles que relatam o tratamento empregado nas mesmas. A partir da revisão realizada pode-se inferir que a reabsorção é um processo inflamatório complexo que resulta na perda de substância de tecido mineralizado de causa multifatorial (trauma, teratogênico, idiopático etc). Normalmente, existe um balanço dinâmico entre as atividades dos odontoblastos e odontoclastos mantendo o estado de normalidade do endodonto. Um desequilíbrio neste sistema pode resultar em uma reabsorção interna onde dentina é removida e se for externa tecidos de suporte dentário também estarão envolvidos (cemento e osso alveolar). O tratamento será dado de acordo com o grau e localização do processo reabsortivo tendo sempre em vista a otimização da limpeza e da obturacão dos sistema de canais, sendo necessário lançar mão de tecnologias e um bom planejamento para evitar insucessos. Conclui-se que a reabsorção dentária interna, apesar de bem descrita na literatura, necessita de atenção especial do endodontista, pois as implicações terapêuticas devem ser avaliadas com cautela visando conseguir um tratamento com excelência.

 

 

Publicado
2020-07-18