Técnica Anestésica de Vazirani-Akinosi

  • Cristiano Roberto Feitosa Silva Centro Universitário Braz Cubas
  • Camila da Silva Santos Ferreira Centro Universitário Braz Cubas
  • Karolina Marcondes Lima Centro Universitário Braz Cubas
  • Laís Bueno Centro Universitário Braz Cubas
  • Viviana Moraes Neder Centro Universitário Braz Cubas
Palavras-chave: vazirani-akinosi, bloqueio nervo alveolar inferior, anestesia de molares inferiores

Resumo

Foi descrita por Akinosi em 1977, no qual a anestesia se realiza próximo a saída do nervo. Esta técnica tem muito baixo índice de fracasso é considerada uma boa anestesia, se diferencia de Gow Gates porque a técnica de anestesia de Akinosi se faz com a boca fechada.  O bloqueio regional do nervo alveolar inferior é necessário para realização de procedimentos invasivos nos dentes inferiores. Para realização da técnica existem algumas opções, entre elas o bloqueio indireto do nervo alveolar inferior, que também bloqueia a transmissão nervosa dos nervos lingual e bucal, obtendo-se assim silêncio operatório ao manusear tecidos moles como língua e mucosa jugal. Na Odontologia, várias são as técnicas utilizadas para o controle da dor durante os procedimentos clínicos. No bloqueio do nervo alveolar inferior (BNAI), dentre estas, destacam-se as técnicas convencional e a de Vazirani-Akinosi. A técnica convencional, se comparada à de Vazirani-Akinosi, tem uma eficácia clínica semelhante, porém torna-se inviável quando o paciente apresenta dificuldade na abertura da boca. O sucesso do bloqueio anestésico depende de alguns fatores, dentre eles os intrínsecos ao paciente, como por exemplo, a anatomia mandibular, e os inerentes a técnica, como os relacionados à agulha utilizada, seu posicionamento e tamanho.

Publicado
2020-07-18